terça-feira, 8 de março de 2011

The Tree. - chapter 5 -


Lentamente começou a deslocar-se em direcção daquele homem desconhecido. Havia algo familiar naquele cenário... Ela não conseguia deixar de se interrogar sobre quem seria aquele homem de cabelo aloirado e costas robustas, que demonstravam uma capacidade inata de proteger qualquer donzela em apuros.

Ele não se mexia, deixou-se ficar ali imóvel enquanto olhava para a árvore e com a impossibilidade de ver a sua expressão, Emily deu por si a interrogar-se sobre o rosto daquele homem.

Estava ainda a alguns passos dele quando subitamente o homem se vira. Emily então viu aquele rosto sereno e teve a estranha vontade de soltar um pequeno suspiro caracteristica que qualquer mulher estupidamente apaixonada, mas conseguiu conter-se.

Podia dizer-se que era um rosto praticamente perfeito, com uma combinação de austeridade, serenidade e afectividade. Até aquela cicatriz no queixo lhe proporcionava um aspecto irresistível.

Mesmo antes de Emily voltar a si, uma única palavra saiu dos lábios carnudos daquele homem.

- Olá!

- Hum... Olá..

Alastrou-se subitamente à sua volta um silêncio um pouco desconfortável, enquanto os dois se olhavam entre eles.

- Desculpa, mas o que é que está aqui a fazer? - disse Emily

- Vim reviver memórias do passado, mas parece-me que isso não lhe diz respeito menina.

- Claro que diz! Esta é a minha árvore!

- Sua!? Comprou-a? Tem o seu nome escrito nela?

- Não...

- Então não é sua... Não é de ninguém...

- Ela pertence-me! De alguma maneira, ela é minha... - disse Emily, ao mesmo tempo que recomeçava a andar em direcção à árvore, sentando-se depois junto ao seu largo tronco, enquanto que as imagens anteriores e do passado lhe voltavam a preencher os pensamentos.


O homem possivelmente entendeu que ela não estava muito bem, pois sentou-se junto a ela sem dizer uma única palavra, abatendo novamente sobre eles um silêncio, mas desta vez não um desconfortável, mas sim agradável.

- Continua -

1 comentário:

  1. Gostei...

    Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

    ResponderEliminar